prevnext

Silvia Buso (Pádua)

Uma jovem desportista e alegre recebe uma péssima notícia: “não voltarás a caminhar na tua vida.” Tinha 17 anos, uma paraplegia, muitas crises de epilepsia e uma cadeira de rodas. Perdeu o sorriso.

Nove meses depois viajou a Medjugorje, um povo da Bósnia e Herzegovina.

“Não sabia nada sobre esse lugar. Só sabia que diziam que ali aparecia a Virgem. Eu não acreditava em milagres, pareciam impossíveis. Por isso não pedi a minha cura. Apenas pedi à Virgem força para voltar a sorrir, vivendo numa cadeira de rodas. Pela primeira vez na vida rezei com o coração.”

No dia seguinte, Sílvia foi a primeira do seu grupo a chegar ao cimo do monte Krizevac… caminhando.